quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Toda obra pública deve ter placa

O art. 16 da Lei federal nº. 5. 194/66 afirma que enquanto durar a execução de obras, instalações e serviços de qualquer natureza, é obrigatória a colocação e manutenção de placas visíveis e legíveis ao público, contendo o nome do autor e co-autores do projeto, em todos os seus aspectos técnicos e artísticos, assim como os dos responsáveis pela execução dos trabalhos.

Portanto, as obras realizadas no seu município devem conter placas em locais visíveis e legíveis com pelo menos as seguintes informações:
- valor total do objeto da obra
- fonte dos recursos investidos
- data de início
- Prazo de entrega
- Objeto do contrato
- Responsável técnico

Vale ressaltar que as placas de obras públicas têm caráter informativo, indicando à sociedade como o dinheiro público está sendo aplicado naquele local e identificando os responsáveis técnicos da obra.

Esse, portanto, não é um espaço para promoção pessoal, em respeito aos princípios da Administração Pública (art.37 da CF/88), em especial o princípio da impessoalidade. Esse tipo de infração pode ser caracterizada como improbidade administrativa, com punição prevista de pagamento de multa e/ou até cassação de mandato.

Fonte: TCM-CE

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Colômbia dá primeiro passo rumo à transição das Farc


Começou nesta semana, na Colômbia, a inspeção nas zonas onde estão concentrados os membros das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia – Exército do Povo), para selar a paz com o governo. Estas áreas serão chamadas de “zonas de transição”, e servirão para reincorporar os guerrilheiros à vida civil da melhor forma possível. 


AP
A ex-senadora e ativista dos Direitos Humanos, Piedad Córdoba, visita uma área ocupada pela guerrilha e conversa com dirigentes das Farc

A ex-senadora e ativista dos Direitos Humanos, Piedad Córdoba, visita uma área ocupada pela guerrilha e conversa com dirigentes das Farc

“Hoje [segunda-feira (8)] podemos dizer que o processo de paz chegou na Colômbia através de visitas para fazer um reconhecimento técnico de cada uma das 23 zonas e cada um destes oito pontos complementares [onde alguns membros das Farc ficarão temporariamente]”, disse um dos responsáveis pela Comissão de Paz, Sergio Jaramillo. 

Delegados do governo, nas Farc e da ONU visitarão durante toda a semana seis regiões do país em uma “missão tripartite” de “delimitar as zonas” que tenham uma via de acesso adequada, água, eletricidade para assegurar que sejam de um tamanho capaz de comportar os membros da missão da ONU para verificar o cumprimento dos acordos, explicou o porta-voz. 

“É um enorme desafio logístico que enfrentaremos”, garantiu Jaramillo, que detalhou também como será a operação de inspeção do Comitê Internacional da Cruz Vermelha. 

O objetivo também é que as duas partes dialoguem com os habitantes i esclareçam todas as dúvidas das populações locais. Inclusive as autoridades de cada região devem chegar a acordos com os donos de terrenos que serão ocupados pelos guerrilheiros para que sejam arrendados temporariamente, caso seja necessário. 

Jaramillo, junto ao delegado das Farc, Carlos Antonio Lozada e ao chefe de observadores da missão da ONU, Javier Pérez Aquino, concedeu uma coletiva de imprensa para esclarecer algumas questões. 

Aquino afirmou que para a ONU é fundamental solucionar todas as questões logísticas antes de começar a missão. Já o responsável pelas Farc, Lozada, destacou que pela primeira vez “as Forças Armadas do Estado e os combatentes da insurgência compartilham os mesmos terrenos para desenvolver uma missão conjunta”. 

O chefe da equipe de negociações do governo, Humberto de la Calle, explicou recentemente que as Farc deixariam as armas nos primeiros 150 dias depois do acordo de paz definitivo e que a ONU terá mais 30 dias para extrair o armamento das zonas de concentração e depositá-los em containers especiais. 

Destacou, porém, que o fim do conflito vai além de deixar as armas. “Com a assinatura do acordo final termina uma etapa, mas começa outra que é a implementação de uma paz firme. Aqui é onde precisamos trabalhar por uma paz territorial”. 

“O fim do conflito não é só calar os fuzis, este não é um tema militar, isto vai muito além e tem a ver com uma fase mais longa de implementação de paz, mas também com uma possibilidade de reconciliação e neste sentido não podemos esquecer o propósito final disso, não é só uma espécie de trégua, é uma oportunidade para a Colômbia”, finalizou La Calle. 


Fonte: Telesur
Tradução: Mariana Serarfini

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Este panfleto de supermercado do ano 2000 vai te fazer chorar





22 conselhos para fazer tudo mais rápido


Você já teve a sensação de que não consegue dar conta de todas as suas tarefas?


  1. Defina o que é realmente importante. Senão, quase 80% do que você fizer durante o dia não terá resultado perceptível. 
  2. Durma bem, coma bem, faça exercícios. Isso te ajuda a manter a forma física e mental, o que é muito importante para cumprir as metas.
  3. A regra dos 2 minutos. Se você pode fazer algo durante 2 minutos, por exemplo responder um email ou arrumar a sua mesa, faça agora mesmo! Se você deixa para depois, essa mesma atividade vai te tomar muito mais que 2 minutos, e você pode acabar não fazendo. 
  4. A regra dos 5 minutos. Uma excelente maneira para lutar contra as tarefas chatas e difíceis. Não coloque a meta de resolver aqui e agora, dedique 5 minutos ao dia. É possível que, em algum momento, você use mais do que 5 minutos, isso significará que você assimilou a ideia e a tarefa não representa mais um problema.
  5. A lei do sucesso de Seinfeld.Se quer ser o melhor em alguma coisa, faça isso todos os dias. Não importa se é feriado, fim de semana, ou o dia do Juízo Final. Sem desculpa. 
  6. Incorpore bons costumes com a regra dos 5 minutos. Te ajudará a adquirir mais rapidamente os costumes que deseja ter. Funciona mesmo!
  7. Sua memória não é um HD!Escreva o mais importante sem importar onde: um caderno, um bloquinho, um diário, o celular. O importante é escrever. Desta forma, você não esquece, mesmo que não encontre mais o papel onde escreveu.
  8. Use a quantidade de ferramentas necessária.Existem muitos programas feitos para facilitar a vida. Escolha o melhor para você, mesmo se for um lápis e um papel. Cada um conhece as suas necessidades. 
  9. A rotina não mata apenas o amor, mas o trabalho. Para não cair nas suas garras, você precisa de disciplina. Isso ajuda a manter a «boa forma mental» durante o dia. Coloque suas prioridades, elimine tarefas desnecessárias e faça o que realmente importa.
  10. Técnica de divisão efetiva do tempo. Coloque um limite de tempo para realizar uma tarefa, não importa quanto. Durante este tempo, tente não se distrair. Descanse por 5 minutos e continue. Ao final de 4 sessões de, por exemplo, 25 minutos cada, descanse 15 ou 30 minutos a mais.
  11. Use fones de ouvido. Não precisa escutar música, o importante é que as outras pessoas entendam que elas não devem te interromper se não for realmente necessário. 
  12. Pare de olhar a sua caixa de entrada de email. Não vale a pena começar o dia lendo email, e não vale a pena acabar o dia da mesma maneira. Defina um número ideal de vezes para fazer isso, por exemplo às 11h, às 14h e às 17h. Lembre que sua caixa de entrada não é uma lista de tarefas. Tente eliminar o que não serve e dividir o que importa em pastas de prioridade. Não misture o profissional com o pessoal. 
  13. O mesmo serve para as ligações. Não vale a pena estar disponível sempre. Coloque o telefone no silencioso. Se alguém precisa de você, vai ligar de novo, e os outros não vão te incomodar.
  14. Faça todas as tarefas pequenas de uma vez só. Tarefas como olhar o email, falar ao telefone, olhar as redes sociais, o What’s Up, o Facebook, etc.
  15. A regra das 3 tarefas mais importantes. Comece o seu dia fazendo o que considera mais importante. 
  16. Sua força de vontade não é ilimitada. Tente resolver assuntos importantes de manhã. Deixe para a tarde as tarefas que não demandem muita força de vontade. 
  17. O mais importante. Pergunte qual a coisa mais importante que você pode fazer aqui e agora. Em seguida, use o conselho número 4.
  18. Não vale a pena desperdiçar tempo tentando alcançar a perfeição absoluta.
    Conseguir que tudo saia perfeito é muito cansativo. O ótimo é inimigo do bom.
  19. A pressão faz milagres. O medo de uma bronca ou a possibilidade de ganhar uma recompensa são ótimas formas de estimular a produtividade no trabalho quando o tempo é limitado. Ainda assim, não deixe tudo para a última hora. 
  20. Planeje também o seu descanso. Um pouco de descanso não faz mal a ninguém. Ao acabar uma atividade estressante e difícil, faça algo diferente. As ideias aparecem quando há variedade. 
  21. Não tenha medo de dizer ’não’.Se o seu dia já está planejado, não mude tudo na última hora para agradar os outros.
  22. Dedicar tempo a você mesmo.Sem fazer nada muito específico, apenas relaxar e aproveitar a atividade de que mais goste (que não seja dormir). Dormir faz bem, mas é uma atividade inconsciente, por isso é melhor aproveitar para fazer algo com os olhos abertos.

Aqui acabamos nosso pequeno descanso e voltamos ao trabalho. 

Tradução e Adaptação: Incrível.club

terça-feira, 12 de julho de 2016

CONCURSOS - O edital do Concurso da Polícia Militar do Ceará acabou de ser publicado! São 4.200 (quatro mil e duzentas) vagas, distribuídas em três turmas, que deverão ser convocadas até o ano de 2018. O salário inicial é de R$ 3.134,58.

A prova objetiva está prevista para o dia 25 de setembro. Já começou sua preparação?

Saiba mais: http://bit.ly/29FSMyr

Cristiano Ronaldo dedica o título europeu a todos os imigrantes


Craque dá uma lição de união em meio a onda de intolerância na Europa

POR 

 
Cristiano Ronaldo aplaude o atacante Éder, autor do gol do título português da Eurocopa. Ele dedicou o título a todos os imigrantes - FRANCISCO LEONG / AFP

Cristiano Ronaldo não é craque apenas dentro do campo. Em meio a uma onda de intolerância que toma conta da Europa com o referendo que aprovou a saída do Reino Unido da União Europeia e a rejeição a imigrantes que saem de zonas de guerra em busca de uma vida melhor no Velho Continente, o atacante português dedicou o primeiro título da história de Portugal na Eurocopaa todos os imigrantes.

- É um troféu para todos os portugueses, para todos os imigrantes, todas as pessoas que acreditaram em nós. Estou muito feliz e muito orgulhoso - disse o atacante de 31 anos.

Portugal foi campeão graças a um gol decisivo de Éder, jogador nascido em Guiné-Bissau, na África, e que entrou no segundo tempo para balançar as redes do goleiro LLoris na prorrogação.

Dos 23 campeões portugueses, nove nasceram em outros países. Além de Guiné-Bissau, há atletas de Cabo Verde, Angola e até França, Alemanha e Brasil, representado pelo zagueiro Pepe, que se transformou num dos grandes jogadores da final e, assim como Ronaldo, foi duplamente campeão europeu neste ano. Ambos já haviam conquistado a Liga dos Campeões da Europa pelo Real Madrid.

A conquista de Portugal ganhou contornos dramáticos depois que Ronaldo se machucou ainda no início da partida após uma entrada dura de Payet. Mesmo com muitas dores no joelho esquerdo, o craque ainda tentou permanecer em campo, mas as dores eram muito grandes e ele acabou saindo de maca e aplaudido por todo o Stade de France.

A partir daí, Ronaldo se converteu no líder que já vinha sendo em toda essa Eurocopa. Incentivou a equipe, gritou do lado de fora, disse que Éder faria o gol da vitória e, por último, chorou de alegria pela conquista inédita. Um sonho realizado.

- Somos os melhores da Europa. Mostramos do que somos feitos. Resistentes, unidos, capazes de superar qualquer dificuldade - disse o craque, prevendo que milhares de portugueses estarão aguardando a seleção na chegada nesta segunda-feira, em Lisboa.

TÉCNICO ELOGIA O ATACANTE

Para o técnico Fernando Santos, Ronaldo foi fundamental na conquista, mesmo estando de fora na final.

- O fato de ele ter estado no banco de reservas e no vestiário foi um grande apoio para motivar os jogadores e quero agradecê-lo por isso.

Para o treinador, Portugal mostrou um futebol solidário e organizado e mereceu conquistar o troféu depois de tantas gerações de jogadores talentosos que não conseguiram chegar lá.

- Portugal teve grandes jogadores, mas às vezes faltou sorte. Neste ano, conseguimos uma boa base de jogadores jovens. Isso mostra o trabalho efetuado pela federação. Temos que acreditar nas nossas qualidades e no nosso talento. Se continuarmos jogando dessa maneira, com muita humildade, poderemos superar novos desafios - encerrou.